Comunitas realiza debate sobre pesquisa BISC em SP e RJ

Com o objetivo de apresentar os principais destaques da Pesquisa de Benchmarking do Investimento Social Corporativo (BISC) 2015 e debater os novos temas para a edição de 2016, a Comunitas realizou, nos dias 23 e 25 de fevereiro, encontros nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente.

A reunião foi pautada pela troca de experiência entre parceiros e potenciais parceiros e focou nas sugestões de ajustes no questionário. Também foram discutidas as demandas dos executivos sociais parceiros alinhados aos pontos investigados pela pesquisa.

A coordenadora da pesquisa BISC, Anna Peliano, apresentou os principais achados da publicação, dentre eles, a ampliação proporcional dos incentivos fiscais em relação ao total de investimentos voluntários. A retomada do crescimento do volume de investimentos que não foi suficiente para igualar os volumes de 2012, mas recuperou partes da acentuada queda do ano anterior. “Na contramão do caminho trilhado pela economia, os investimentos sociais cresceram e reforçaram os compromissos das empresas do grupo com a questão social”, disse Peliano.

A coordenadora também apresentou os resultados das discussões dos Grupos de Debates do ano anterior, que trataram do alinhamento dos investimentos sociais ao negócio e da definição de indicadores a serem aplicados na avaliação das  dos projetos sociais realizados em parcerias com  organizações públicas e privadas.

Anfitriã do encontro no Rio de Janeiro, a assessora chefe de responsabilidade social da Firjan, Ana Cristina Nascimento destacou a importância de eventos como este e a disposição da Firjan de estimular o debate e a reflexão dos temas discutidos na pesquisa.

2016

Entre as novidades da pesquisa de 2016 destaca-se o foco na integração dos investimentos sociais aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Para tanto serão identificados os acordos e tratados que as empresas adotam formalmente ou como referência para atuação.

Grupo de Debates

Para promover o intercâmbio de experiências e o aprimoramento das práticas sociais, a Comunitas instituiu o Grupo de Debates BISC em 2015. Ele se dedicou a refletir sobre os resultados da pesquisa e avançar nos temas selecionados como prioritários – as parcerias com as organizações públicas e privadas e o alinhamento dos investimentos sociais aos negócios.

Dois produtos relevantes se destacaram como resultado dos trabalhos desse Grupo: a identificação das iniciativas de formação de parcerias que funcionam e não funcionam, bem como a seleção de indicadores de qualidade para esses projetos; e a identificação das características que diferenciam a filantropia, os investimentos sociais tradicionais e alinhados aos negócios e os negócios de impacto sociais.

Em 2016, os trabalhos serão direcionados para explorar as possibilidades de integração dos investimentos sociais aos ODS e os desafios enfrentados pelo Grupo para avaliar os resultados e os  impactos dos projetos sociais corporativos.

O BISC

Iniciada em 2008, a pesquisa BISC acompanha anualmente os investimentos sociais privados no Brasil, com o objetivo de avaliar a evolução dos compromissos sociais das empresas no país, a qualidade desses investimentos e a busca novos elementos para a reflexão de tendências e para o debate sobre o tema. Em uma parceria com o CECP – Committee Encouraging Corporate Philanthropy, a pesquisa permite também a comparação dos investimentos nacionais, com padrões internacionais.

Baixe a pesquisa BISC 2015.