Ações integradas para recuperar área de ocupação

Teresina

O Lagoas do Norte é um conjunto de ações integradas desenvolvido pela Prefeitura de Teresina que visa resolver uma série problemas sociais, ambientais e urbanísticos em uma área onde vivem cerca de 100 mil pessoas. Ao todo, o projeto integra 13 bairros que cresceram desordenadamente que enfrentam sérios riscos, principalmente no período das chuvas. O projeto envolve ações nas áreas social, econômica, habitacional, de infraestrutura e de requalificação ambiental para o desenvolvimento sustentável e para a melhoria das condições de vida da população residente.

Como reflexo da ocupação desordenada, a região Norte de Teresina tem uma série de problemas estruturais, sociais e ambientais. A situação se agrava no período de chuva, com o extravasamento dos leitos dos rios Parnaíba e Poti que provocam inundações das lagoas e das áreas mais baixas, causando graves consequências para a população residente. Além disso, é permanente a poluição das lagoas e das orlas, dos rios e canais devido à ocupação irregular e por serem áreas receptoras de lixo e esgoto. Treze bairros – onde residem cerca de 100 mil pessoas – são afetados diretamente.

A Prefeitura de Teresina desenvolveu e deu início ao projeto Lagoas do Norte em 13 bairros da região. O projeto envolve ações integradas nas áreas social, econômica, habitacional, de infraestrutura e de requalificação ambiental para o desenvolvimento sustentável e a melhoria das condições de vida da população residente.

São várias as frentes de atuação no projeto
– Recuperação e preservação da fauna e flora, proteção dos rios, despoluição da lagoa, educação ambiental, coleta e destinação do lixo;
– Contenção de enchentes, abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto, programa de prevenção de saúde;
– Melhoria habitacional, construção de novas residências e regularização fundiária;
– Construção, recuperação e melhoria de escolas, creches, núcleos culturais, parques, praças, equipamentos de esporte e lazer, apoio de organizações comunitárias e valorização da cultura local;
– Calçamento, alargamento e asfaltamento de vias, construção de calçadas, equipamentos de acessibilidade, ciclovias e sinalização;
– Fortalecimento do turismo e da economia local, reforma do Mercado São Joaquim; requalificação do Polo Cerâmico, incentivo do empreendedorismo, cursos de capacitação, atração de empresas e empreendimentos para a região;
– Assistência social, superação das desigualdades, promoção da política de paz, enfrentamento às drogas e à violência;
– Modernização da gestão municipal, planejamento, elaboração de estudos e planos diretores visando preparar a cidade para o futuro.