Rede Juntos: Comunitas lança sua plataforma digital para gestores públicos

Um espaço de compartilhamento de ideias. Foi o que se tornou, na manhã de hoje (15), a sede da Comunitas, durante o lançamento da Rede Juntos – plataforma digital de troca de conhecimento em gestão. Clique aqui e assista o evento completo.

Além de um local que reúne conteúdo especializado em gestão pública, a plataforma Rede Juntos nasceu com o objetivo de ampliar, ainda mais, o espaço de troca entre administradores públicos – estes que acredita-se ser os verdadeiros agentes da transformação da gestão pública brasileira. O evento contou com a participação de diversos líderes do setor público, como prefeitos e servidores, especialistas em gestão pública, além de nomes do setor privado.

O lançamento iniciou com a diretora-presidente da Comunitas, Regina Esteves, agradecendo e destacando a importância da presença de cada convidado, pois o acontecimento marca um grande passo do Juntos em direção ao aprimoramento da gestão pública brasileira.  Ela salientou, ainda, que as premissas da plataforma são as mesmas que permearam as ações do Programa Juntos ao longo dos últimos quatro anos: a troca, a colaboração e a busca por soluções compartilhadas.

“Esta plataforma nasce hoje com a certeza de que não só seu conteúdo, mas suas ferramentas serão constantemente aprimoradas a partir das dúvidas dos seus usuários. Contamos com o engajamento de cada um de vocês aqui presentes ou que nos assistem via internet”, completou Regina.

Inspiração

Vicente Falconi, sócio-presidente e fundador da Falconi Consultores de Resultado foi o responsável pela fala inspiracional do evento. Falconi destacou os resultados obtidos por meio da sua consultoria, parceira técnica da Comunitas, na frente que buscou pelo equilíbrio fiscal em 11 cidades do Programa Juntos, destacando o resultado admirável conquistado em Campinas. De acordo com o presidente, em apenas 6 dias de desenvolvimento de ações de ajuste das contas, o ano inteiro foi pago. “É preciso planejar para alcançar resultados. É preciso saber o que dá e o que não dá para fazer”, finalizou.

Segundo dados da própria Falconi, o ganho estimado para os municípios, por exemplo, com o equilíbrio fiscal, ultrapassou R$ 500 milhões em dezembro de 2015. Isso representou um retorno sobre investimento (ROI) de R$ 40,87 para cada R$ 1 investido pelo Juntos, valores que se materializaram em benefícios para a população, principalmente em áreas de maior demanda, como educação, saúde e melhorias urbanas.

Plataforma que reúne boas ideias

Para Eduardo Mufarej, presidente da Somos Educação, organização parceira no desenvolvimento da plataforma Rede Juntos, o canal tem a intenção de ajudar para que as boas práticas não sejam realizadas de forma isoladas, mas que suas trocas se tornem vias de regra pelo país.

“O que parecia ser algo distante, foi tornando-se mais próximo do nosso trabalho, e acabamos abraçando a causa junto com a Comunitas. Esperamos que essa iniciativa possa agregar aos servidores municipais e aos interessados em gestão pública em geral, para que haja troca de experiências, e, além disso, as boas práticas sejam dissipadas pelo Brasil”, disse Eduardo.

Desafios da gestão pública municipal

A primeira roda de debate teve a participação de Bruno Siqueira, prefeito de Juiz de Fora (MG), e Paula Mascarenhas, prefeita de Pelotas (RS), ambas cidades parcerias do Juntos. A mediação ficou com Leo Branco, repórter da Revista Exame.

O jornalista questionou aos prefeitos da roda como está a gestão nas cidades, levando em consideração que fazem parte de dois estados que decretaram calamidade, devido à crise que assola o país atualmente.

Paula citou que 2017 será um ano difícil, sendo necessário que os municípios tenham mais recursos para suprir carências especificas, deixando a cidade com mais autonomia na gestão. A prefeita gaúcha destacou positivamente o resultado da cidade no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), com o crescimento de 23%, e as ações que estão realizando para verificar o motivo do crescimento educacional em algumas escolas. “Mesmo com o crescimento, ainda não alcançamos a meta. Gestão faz diferença, por esse motivo acreditamos tanto na Comunitas”, disse.

Ela salientou a importância da plataforma Rede Juntos como um espaço de fortalecimento de trocas de experiências, colaborando para o futuro da gestão pública. A prefeita citou a Aprovação Imediata Responsável (ARI), projeto desenvolvido em Campinas, com apoio do Juntos, que Pelotas deseja levar para a cidade.

Para Bruno, Juiz de Fora começou 2017 como um dos melhores momentos vivenciados na cidade, devido às ações de redução de despesas e incremento de receitas, fatores fundamentais para o desenvolvimento da cidade. “As dificuldades existem, mas não podemos nos abater, é mais um desafio que devemos enfrentar. É necessário que os gestores coloquem as pessoas certas nos lugares certos. Não deve fazer nenhum tipo de acordo para as pastas, mas sim o uso de critérios técnicos”, expressou o prefeito.

Os desafios municipais da educação no século XXI

Para debater sobre ações que estimulem o desenvolvimento da educação municipal, a segunda roda reuniu Cláudia Costin, ex-ministra da Administração e Reforma do Estado e atual coordenadora do Centro de Inovação em Políticas Educacionais na FGV-RJ, Alexandre Schneider, Secretário Municipal de Educação de São Paulo, com a mediação de Tatiana Klix, jornalista e editora do portal Porvir.

Tatiana questionou aos participantes como, em tempos de crise, trabalhar para a melhoria da educação. Para Alexandre, é necessário reconhecer o ambiente onde a administração está e para onde os investimentos estão indo. Disse também que, do ponto de vista da crise, deve-se sempre olhar as oportunidades disponíveis, construindo um processo de comunicação e debate.

“É um trabalho constante de consulta e conversa, para que o plano educacional seja de todos. Sobretudo, trabalhar a comunicação com todos, desde os especialistas, até profissionais da comunicação e depois área pública. Precisamos dar o passo, explicar o que está acontecendo e avançar”, expressou o secretário.

Claudia completou dizendo que deve haver humildade na construção de um plano com as melhores práticas com os professores da rede, pois se o professor da rede não comprar a ideia, ela não será colocada em prática, pois o território da sala de aula é dele.

Para ambos especialistas, não adianta uma cidade copiar ou inspirar-se em outra em ações de educação. É necessário verificar e analisar o desempenho escolar local e construir a ação de acordo com o ambiente.

Segundo Dana McCoy, professora da Universidade de Harvard, convidada para falar sobre educação infantil por live streaming, quando a gestão ajuda um aluno a desenvolver atributos que levam à autonomia emocional e social, possibilita a diminuição da distância que separa ricos e pobres das boas oportunidades.

Troca de boas práticas na gestão municipal

Com a presença de Eduardo Leite, ex-prefeito de Pelotas, Miguel Coelho, prefeito de Petrolina – ambos por meio de live streaming, e Raquel Lyra, prefeita de Caruaru, a terceira roda teve como objetivo o compartilhamento de boas práticas na gestão municipal.

Eduardo explicou que é importante para uma boa troca em gestão pública, um processo de análise comparativa com outros municípios. Nesse sentido, o Juntos foi muito importante, por meio da integração da rede e desenvolvimento de ações em colaboração, a exemplo do Clique Saúde e a Rede Bem Cuidar.

Para Raquel, é necessário levar a força da inovação para dentro da administração pública. A prefeita lembrou que é necessário “encurtar caminhos, verificar boas ações que deram certo e adaptar para nossa cidade”.

O prefeito Miguel também informou o desejo de replicar as ações de licenciamento urbano desenvolvidas em Campinas, para Petrolina, além do desenvolvimento de um projeto semelhante à Rede Bem Cuidar. Para ele, em um momento de crise como o Brasil está passando, é importante o monitoramento das metas que foram definidas, ouvindo também a população. “Estamos animados e desafiados. Estamos em busca de parceiros e felizes de incluir Petrolina no Programa Juntos”, ressaltou.

Competitividade nas cidades

Thomas Trebat, Diretor da Columbia Global Centers da Universidade de Columbia, foi o palestrante convidado para falar sobre a importância da competitividade nas cidades.

Para o especialista, competitividade da cidade é um conjunto de políticas públicas, instituições, estratégias e processos – que determinam o nível de produtividade sustentável de uma cidade. Segundo ele, para tornar-se uma cidade competitiva, é necessária uma elevada geração de empregos, aumento em produtividade, ambientes de negócio atraentes e colaboração entre setor público, privado e acadêmico.

“O importante é o prefeito e secretários, setor privado, câmara, instituições, e outros órgãos, se unirem para tornar a gestão mais eficiente. Isso é feito com politicas públicas de desenvolvimento para atrair talentos e investimentos. Por exemplo, a colaboração entre empresa e cidade”, disse.

Somos e Juntos

Para finalizar o evento, Alex Pinheiros e Ricardo Schneider, subiram ao palco para falar sobre a Somos Educação, o maior grupo de educação básica do Brasil e um dos maiores grupos do mundo. Parceira no desenvolvimento da Rede Juntos, os representantes destacaram a importância da união das duas organizações na criação da plataforma, pois ambas consideram o ensinamento como um processo de troca.

“Analisando por meio das nossas próprias cartilhas, verificamos que tirar dúvidas em cima de dúvidas é mais efetivo para a aprendizagem. Por esse motivo, trazemos essa escala para dentro do projeto em parceria com a Comunitas”.

Inovações no saneamento básico

Para falar sobre inovações no saneamento básico das cidades, o convidado foi Kartik Chandran, professor da Universidade de Columbia e uma das maiores autoridades mundiais em saneamento ambiental. Para o especialista, o esgoto é somente a água somada a outro elemento. Por meio de sistemas biológicos de tratamento, é possível separar esse elemento da água.

Kartik explicou que o gasto com tratamento de esgoto jamais será maior do que os prejuízos irreversíveis que o não tratamento do esgoto provoca na cidade. Segundo ele, quando a reciclagem é feita quando o esgoto está concentrado, o gasto é menor.

Novas atualizações na Rede Juntos

A plataforma digital Rede Juntos está na versão beta, isto é, em fase de desenvolvimento e testes para aprimorar, cada vez, mais suas ferramentas e capacidades. Por esse motivo, ainda passará por atualizações e implantação de novas funcionalidades.

Os materiais disponibilizados relativos aos cases do Programa Juntos, como cartilhas, vídeos e documentos, serão complementados. Será viabilizado um espaço para que os interessados cessem suas dúvidas, de forma estruturada, com a possibilidade de a resposta ser do próprio criador ou gerenciador da ação, como prefeitos e secretários.

A plataforma terá, também, a integração com redes sociais, como Facebook, Twitter e LinkedIn, para melhor disseminação dos seus conteúdos. Também serão realizadas transmissões ao vivo de relatos de experiências em gestão pública, passo-a-passo de como implantar o projeto visualizado, além da possibilidade de tirar dúvidas via chat, em tempo real.

 

Cadastre-se e acompanhe a agenda de novos conteúdos: juntos.plurall.net